Pato de borracha consegue burlar a censura

Todos os anos, no dia 4 de junho, os censores estatais da China se apropriam do Weibo, a versão chinesa do Twitter e esterilizam qualquer  menção ao aniversário do massacre da Praça da Paz Celestial. Este ano, no 24 º aniversário do massacre, os censores proibiram não só mencionar as palavras  “Praça da Paz Celestial”, mas também palavras aparentemente inócuas como “4 de junho”, “Hoje”, “esta noite” e ” grande pato amarelo “. Um protesto é esperado esta noite em Hong Kong. Para relembrar o massacre, um usuário da internet espalhou a imagem da Praça da Paz Celestial com os tanques da foto icônica de 1989 sendo substituídos por patos gigantes de borracha. O mesmo pato que atualmente flutua no porto de Hong Kong. A imagem real, naturalmente, foi proibida pela censura do Estado. Foi uma jogada brilhante, usando uma peça de arte apolítica e que tem chamado muito a atenção após sua colocação em Hong Kong. A imagem foi eliminada do Weibo, mas não antes de ser encaminhada para o Twitter de onde se tornou viral.

Pato protestando

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s