Deepfake com ZAO

ZAO, é a nova sensação viral vinda da China e que está arrasando os downloads no gigante asiático. Este novo aplicativo para celular usa a tecnologia de deepfake.

Deepfake é uma tecnologia que usa inteligencia artificial para criar vídeos falsos, mas realistas, de pessoas fazendo coisas que elas nunca fizeram na vida real.

A nova ferramenta aproveita essa técnica de inteligência artificial e, com uma foto sua, obtém resultados aparentemente espetaculares. O problema, dizem os analistas, é o novo risco de privacidade causado por seu uso.

O desenvolvedor deste aplicativo, chamado Momo, lançou o aplicativo passada para iOS, depois de também triunfar com Tantan, algo como o chinês ‘Tinder’, e desde então seu sucesso foi esmagador: com ele é possível colocar sua cara em qualquer série ou filme com uma simples selfie.

Com Zao os deepfakes são gerados em apenas 8 segundos a partir de uma única foto de seu rosto.

No momento, o ZAO trabalha com alguns clipes de filmes pré-selecionados – que não podem ser aplicados a nenhum videoclipe de nenhum filme – que eles provavelmente treinaram em seus sistemas de inteligência artificial e, em seguida, aplicam rapidamente as fotos dos usuários.
Para alguns, isso pode levar a uma nova tendência no segmento de entretenimento, na qual os produtores dos filmes permitem esse uso e permitem que você “se torne o protagonista” desses filmes e séries. Por exemplo, o espectador poderia assistir a um filme dos Vingadores, no qual ele apareceria como um dos membros desse grupo de super-heróis.

Se você quer que seu rosto substitua o de protagonista de ‘Titanic’ ou ‘Game of Thrones, essa app consegue fazer isso.

O ZAO também pode ser usado em clipes de videogame, o que também parece representar um futuro ainda mais marcante, no qual os protagonistas dos videogames que jogamos têm nossos rostos ou os rostos de pessoas reais que queremos que apareçam nesses videogames.

A ferramenta também serve para substituir nosso rosto pelo dos rostos que aparecem em memes e geradores de memes muito populares, mas alguns analistas indicam que o ZAO novamente impõe um debate sobre privacidade.
De acordo com o meio cultural chinês RADII, uma das cláusulas do aplicativo estabeleceu, por exemplo, que as imagens carregadas e criadas na plataforma poderiam ser usadas pelo desenvolvedor de forma totalmente gratuita. Assim, o ZAO “apropriava-se” das imagens enviadas pelos usuários para gerar esses deepfakes.

Com os deepfakes, teremos um problema com a verdade: nem os vídeos servirão como evidência.

No momento, o aplicativo está disponível apenas para iOS na China.

ZaoZao dicaprio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s